Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BIOCRÓNICAS

CRIAR BIOGRAFIAS OU CRÓNICAS ROMANCEADAS DE PESSOAS OU EMPRESAS

BIOCRÓNICAS

CRIAR BIOGRAFIAS OU CRÓNICAS ROMANCEADAS DE PESSOAS OU EMPRESAS

05
Mai20

ANSEIO UM NOVO ILUMINISMO OU O RENASCER DA ESPÉCIE HUMANA

romanesco

 

solidão- Carvãode Nuno Gonçalves.jpg

Desenhos de Nuno Gonçalves

ANSEIO UM NOVO ILUMINISMO
OU O RENASCER DA ESPÉCIE HUMANA
*
como o homem primitivo
faço caçadas furtivas
caço numa grande superfície
passo rápido olho vivo
que o vírus não vai em cantigas
e o medo é próprio da espécie
*
a máscara protege-me o rosto
a lista de compras atenua a demora
percorro os corredores a correr
os olhos à procura do que preciso e gosto
as mãos ágeis como quem chora
sabendo que o tempo não é para perder
*
o carro cheio carrego os sacos
limpo-os com desinfectante
arrumo-os na viatura de transporte
perdi a lista esqueci os trocos
limpo os sapatos o casaco a mente
e rumo à toca mais a norte
*
a máscara aperta quase me sufoca
o corpo sua pelo medo agitado
regresso ao silêncio do confinamento
limpar os produtos que o vírus provoca
sinto a falta do mar alterado
com a pandemia colada ao pensamento
*
às vezes vagueio na raia da loucura
rompo o silêncio grito
mas ninguém me responde nem o vento
as notícias aumentam a amargura
os pássaros no quintal o cão o tempo infinito
sufoco na inquietude do pensamento
*
o mundo afunda-se num turbilhão
falham as comunicações
gente indiferente corrompe a ordem estabelecida
resisto a romper a barreira do paredão
onde o mar me espera para descarregar emoções
a organização da vida desmorona-se vencida
*
depois da tempestade vem a bonança
dizem todos os povos na sua ancestral sabedoria
não quero ditaduras nem ditadores
que o mundo e a vida renasçam como uma criança
o homem e a mulher na mesma sintonia
sem ganância sem guerras nem usurpadores
*
uma só língua uma só nação na terra
chamem-lhe Pátria ou Mátria eu chamo-lhe Humanidade
onde não há lugar a injustiça ou abandono
com normas incutidas que valorizem a paz em vez da guerra
que valorizem Amor e a mais ampla liberdade
a humanidade somos todos e livres sem grades nem dono
*
anseio pelo renascimento dum novo iluminismo
sem o servilismo a deuses e tecnologias
quero saber quem sou o que sou e o sentido que faço
quero ser um elo do todo sem absolutismo
de seitas secretas de facções ou obscuras confrarias
quero viver a vida a cada passo
*

jrg

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

excelência

<a href="http://astrid-annabelle.blogspot.com" target="_blank">

amigos

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub