CONVITE - A insurreição das PALAVRAS - livro

***

POLÍCIA DE CHOQUE
*
são os homens de ferro do sistema
máquinas cientificamente programadas
nem sorrisos nem esgares
lábios cerrados olhos fixos nos vultos que se agitam
foram treinados para massacrar
nada os impede quando postos em movimento
não ouvem vozes nem lêem escritos
como os aviões não podem aterrar quando levantam
obedecem a ordens em código secreto
como cães de elite sequiosos de mostrar talento
são de choque intervenção ou especial
nenhum governo os dispensa ciente da sua fraqueza
e porque não vêm senão vultos
massacram velhos mulheres crianças mãe e pai
são inimputáveis que ninguém se engane
os inquéritos são normas apagadas ao cair do pano
mas não são invencíveis e como tal
tornam-se impotentes perante armas iguais
ou na presença de uma multidão
imagino Lisboa sitiada arquejando as gentes
vandalizadas na sua dignidade
sem emprego marginalizadas pelo estado
imagino se forem mais que um milhão
decididos a mudar o tempo a alterar a rota de vergonha
perante uma tal força de vontades de emoções
não há polícia que obedeça
nem quem ouse o código soletrar

**

autor: joão raimundo gonçalves (poema inserido no livro:(A indignação das PALAVRAS)

sinto-me: indignado
música: vejam Bem : Zeca Afonso
publicado por romanesco às 23:28
link do post | comentar | favorito