Terça-feira, 07 de Maio De 2013

CONVITE - A insurreição das PALAVRAS - livro

***

POLÍCIA DE CHOQUE
*
são os homens de ferro do sistema
máquinas cientificamente programadas
nem sorrisos nem esgares
lábios cerrados olhos fixos nos vultos que se agitam
foram treinados para massacrar
nada os impede quando postos em movimento
não ouvem vozes nem lêem escritos
como os aviões não podem aterrar quando levantam
obedecem a ordens em código secreto
como cães de elite sequiosos de mostrar talento
são de choque intervenção ou especial
nenhum governo os dispensa ciente da sua fraqueza
e porque não vêm senão vultos
massacram velhos mulheres crianças mãe e pai
são inimputáveis que ninguém se engane
os inquéritos são normas apagadas ao cair do pano
mas não são invencíveis e como tal
tornam-se impotentes perante armas iguais
ou na presença de uma multidão
imagino Lisboa sitiada arquejando as gentes
vandalizadas na sua dignidade
sem emprego marginalizadas pelo estado
imagino se forem mais que um milhão
decididos a mudar o tempo a alterar a rota de vergonha
perante uma tal força de vontades de emoções
não há polícia que obedeça
nem quem ouse o código soletrar

**

autor: joão raimundo gonçalves (poema inserido no livro:(A indignação das PALAVRAS)

sinto-me: indignado
música: vejam Bem : Zeca Afonso
publicado por romanesco às 23:28
link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Junho De 2012

DO OUTRO LADO DA VIDA...Convite lançamento Colectânea "CORDA BAMBA"

foto de pastelaria estudios editora

*

 

DO OUTRO LADO DA VIDA…


*
Era tão de noite, alta madrugada e vieste, silenciosa como um felino, de manso caminhar por entre escombros, ruínas, da velha cidade adormecida. Tu e eu, num recanto da rua mal iluminada.
Os teus olhos ainda grandes, mal me olham, assustados. A pele do rosto descuidada e manchada pelo cisco das poeiras adejantes, sobre os antros onde te arrastas. Magra, diria escanzelada, enferma de carinhos e de ambição.
O sistema traiu-te e tu trais o sistema. Pagar na mesma moeda. Dente por dente. Sem olhar atrás nem para a frente nebulosa do caminho. Para ti, chegaste ao termo da etapa que para outros ainda é tão curta
Amparas-te no meu braço enquanto caminhamos lado a lado como dois amantes estranhos que tivessem combinado encontrar-se a esta hora, no momento estremo em que deambulavas na ânsia de encontrar algo, alguém que te bastasse o consumo da tragédia que já és.
Penso-te...que faço eu a teu lado? Do lado de fora de ti mulher…apenas te olhando no íntimo da tua ansiedade. 
Deixo-te sentada no carro e volto à porta do bar. Não ao Bar. Apenas a porta, onde um tipo de assobio saltitante, a barba indigente, puxa fumaças agressivas de uma espécie de cigarro.
Compro três tomas do produto que me indicaste e regresso ao carro em passos decididos. Tenho pressa.
Estás inclinada para a frente e uma humidade indecisa a bailar-te, escorrendo dos lábios entreabertos. Caíste sobre o banco. Tremes de alucinações. Balbucias palavras inteligíveis. Arranco com o carro, tenho pressa, enquanto preparas o produto e o injectas numa das veias disponíveis, sob o meu olhar de soslaio.

...

 
Not
a:

excerto do texto de minha autoria, uma pitada do recheio que envolve esta iguaria de emoções...reservem já o vosso exemplar...com a dinâmica da editora...a edição esgota-se num ápice...jrg

sinto-me: entusiasmado
música: Sagração da Primavera...
publicado por romanesco às 20:35
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

últ. comentários

  • Obrigada, meu amigo... acredite que estou a fazer ...
  • Um abraço também amiga, hoje é seu dia de ser meni...
  • Olá Rosa Fogo, minha amiga...que admiro desde que ...
  • Olá Nelson Moniz...lindo comentário, amigo, que am...
  • meu amigoli alguns poemas e passei uns bons moment...
  • Um abraço grande e fraterno para si!
  • Lindíssimo poema. Parabéns!A infância é eterna em ...
  • Boa tarde minha querida amiga poetaporkedeusquer.....
  • Boa tarde querida amiga Fernanda Cardoso...leio en...
  • Fabuloso poema, amigo João R. Gonçalves! Fabuloso!...

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro