Domingo, 26 de Agosto De 2012

POEMA COM MULHER DENTRO ...a XU de MIRANDELA !

Imagem de Maria Manuela Xu: artista plástica,poetisa e fotógrafa

***

POEMA COM MULHER DENTRO...

a XU de MIRANDELA!!!

*

abro a janela do poema

espreito a veia onde o sangue corre

carrego a emoção do meu olhar

uma espiral de cor demarca o tema

rosa violeta brilho que não morre

sob um vulto de mulher para amar

aroma inebriante d’alfazema

*

todo o conjunto é um sorriso

amplo a abarcar no mundo inteiro

a tragédia de viver a vã tristeza

os olhos rutilam esplendor preciso

na alegria d’alma sinto o cheiro

da arte que nela labora a tal beleza

que acolhe sensibilidade e riso

*

 é a luz diáfana que vislumbro

à entrada do túnel onde o poema abre

imagem simples de mulher feliz

o coração estremece no meu assombro

poetisa pintora que me cobre

com o seu manto de luz eu d'aprendiz

a ver se o verde não se faz de rubro

*

ando à volta da fotografia

saber se tem um lado d’ilusão inverso

oculto do meu deslumbramento

perscruto a cor na alma louca da grafia

à procura da palavra no meu verso

que defina da imagem tão menina o pensamento

que me seduz sonhar a fantasia

*

a imagem é maravilhosamente bela

não precisa das palavras que a rodeiam alvorotadas

linda de cores luz e efusiva alegria

quisera eu fixá-la preciosa em outra tela

que não a das rimas apertadas

que ficam aquém da luz desta mulher de poesia

mas essa é exímia a arte dela

 

Autor:jrg

 

sinto-me: admirador
música: bolero de ravel
publicado por romanesco às 17:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 12 de Abril De 2011

O MELHOR JOGADOR DO MUNDO!!!

O MELHOR DO MUNDO

{#emotions_dlg.blueflower}


quando um sonho de menino
nasce em ilha esquecida
rompe o caminho estreitinho
e renasce noutra vida

quando um sonho se agiganta
vence a barreira do mar
se faz ao mundo nele espanta
na magia de encantar

quando um sonho é a vontade
dentro do homem a sonhar
nasce inveja gula à saciedade
querem vê-lo a naufragar

quando um sonho vem d'alma
não há poder que perturbe
vencedor o mundo o aclama
por maior que seja a urbe

quando um sonho é tão forte
visto em país pequenino
todos querem ser dele o norte
homem rico tão menino

quando um sonho a tantos aproveita
o risco é grande o mar profundo
na ilha há sempre alguém que espreita
o fim do sonho do melhor do mundo

quando um sonho já é realidade
só resta aos demais a indiferença
que dotam a mentira da verdade
cansados de ditar sua sentença

quando um sonho cresce e já não cabe
nem na ilha nem no continente
calam-se as vozes de quem sonhar não sabe
e segue o crescimento permanente

autor jrg

sinto-me: admirador
música: hino nacional
publicado por romanesco às 00:30
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 01 de Dezembro De 2010

LUA RUBRA SEM PUDOR

 

imagem fotográfica da autoria de: ESMI BAÚTO

 

LUA RUBRA SEM PUDOR


vermelho lunar
a paixão
os teus olhos amar
a emoção

***

e deste mote enfrento o clarão
a chama o fogo a negritude
a lua vermelha de amor paixão
momento sublime quietude

**

vejo a sensivel alma da artista
o súbito olhar que a cobiça
estremece o corpo apura a vista
na lua em fogo onde se fixa

**

sinto nela uma emoção explosiva
apaixonada no silêncio grita
lá dentro da alma onde se aviva
a chama do amor que a agita

**

embrulhadas na noite doce manto
estrelas sorriem cintilantes
à alma bela que quebrou encanto
abrindo segredos aos amantes

**

doravante lua e sol apaixonados
sinónimo de homem de mulher
serão na noite escura sublimados
sempre que alma pura quiser

**

autor do poema:jrg

sinto-me: sensibilidade
música: 5ª Sinfonia Bethoven
publicado por romanesco às 22:05
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 06 de Outubro De 2010

HÁ UM PERFIL DA EXISTÊNCIA e OUTRO DA ESSÊNCIA...

 

trabalho de Alexandra Mesquita


 

existe em todas as coisas
nos actos nas palavras e nas pessoas
como numa moeda as duas faces
nos objectos estáticos onde os olhos poisas
nas frases floreadas onde te ressoas
mas é no rosto que se evidenciam as nuances

se a obra de arte em espelho simplifica
mais que um olhar atento à realidade
a amplitude do gesto a expressão
o lado direito e o esquerdo que mistifica
a unidade do ser ao centro de ser verdade
por mais que se pinte a alma o coração

visto de frente o rosto meigo bondoso
como uma flor de que não vimos o inverso
do lado esquerdo o perfil concordante
mas se o direito ao sorrir for tenebroso
a extremidade dos lábios o vinco adverso
é porque a alma ferida está agonizante

que linda beldade ali vai diz alguém
os olhos recortados nas pálpebras sombrias
os lábios carregados de vermelho
mas quando fala ou sorri muda também
se eram falsas na alma as alegrias
se as atitudes careciam de estudo ou aparelho

o que me fascina na obra da artista
mais que a teia onde encaixa e mede a amplitude
é o sentir na alma dela esta evidência
nas pessoas não há forma de ocultar que resista
à expansão do carácter na atitude
seja qual for a medição da aparência


autor:jrg

 

sinto-me: a existir
música: Chuva - Marisa
publicado por romanesco às 23:42
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

últ. comentários

  • Obrigada, meu amigo... acredite que estou a fazer ...
  • Um abraço também amiga, hoje é seu dia de ser meni...
  • Olá Rosa Fogo, minha amiga...que admiro desde que ...
  • Olá Nelson Moniz...lindo comentário, amigo, que am...
  • meu amigoli alguns poemas e passei uns bons moment...
  • Um abraço grande e fraterno para si!
  • Lindíssimo poema. Parabéns!A infância é eterna em ...
  • Boa tarde minha querida amiga poetaporkedeusquer.....
  • Boa tarde querida amiga Fernanda Cardoso...leio en...
  • Fabuloso poema, amigo João R. Gonçalves! Fabuloso!...

mais comentados

links

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro