A PRAIA MEU FASCÍNIO DE MENINO!

Costa de Caparica-Praia-imagem pública tirada da net
**

A PRAIA MEU FASCÍNIO DE MENINO

***
a praia é um fascínio
com brilhos de sol salpicando a água
tão grande
e os dedos tão pequeninos
que coam a areia macia
vêem-me ao longe e correm
os pés a tropeçarem
fugindo do fogo que escalda
os olhos rutilando
os gritos as palavras arfantes
atropelando-se
*
_avô...chegaste!
*
a ver quem é primeiro no abraço
ela tão airosa e bela
e ele encantador de seus sorrisos
a par do sol brilhante
mostram-me os bolos e castelos
as covas os montes
as conchas que gandaiaram
que formam enfeites 
de construções imaginárias
sereias de fantasia
fornos palácios estradas erradias
*
_avô vamos ao banho!
*
de mãos dadas lá vamos
chapinhar nas ondas mansas
mergulham saltam 
riem e caem pelas partidas do mar
correm as ondas
aprendem segredos da vista escondidos
tão contentes
meus meninos genes memórias
da minha infância
que já julgava perdida na demência
do tempo esquecida
*
_meninos vamos!
*
é sempre só mais um bocadinho
tempo de olhar o movimento
que a água em remoinho desequilibra
mais além lá fora
há correntes que se cruzam
e  ventos partidos
saliências de areias revolvidas
forças iónicas
no vai e vem do cheiro a maresia
que por magia nos arrastam
se não olharmos o mar com sabedoria
*
_avô...aqui há tubarões...neste mar teu?
*
não!..digo e acrescento
só coisas mortas conchas espectros
de antigas vidas que havia
não há nada nem aqui nem além
porque o mar também se recicla e descansa
da rapina humana
aqui temos a água ainda cristalina
franzem os olhos
e as areias enxertadas das arribas
onde as conchas
quase fósseis ainda mexem na memória
*
autor: jrg
sinto-me: encantado
música: "fui à beira do mar"...Zeca Afonso
publicado por romanesco às 23:27
link do post | comentar | favorito