MARAVILHA!... SER AVÔ!!!

 

foto net


{#emotions_dlg.xmastree}

que maravilha
ter sido avô de uma menina
sentir os braços em volta como anilha
que ajusta o carinho à voz tão cristalina

brincar entre sorrisos
de esconde apanha agarra ou foge
preso nos seus olhos tão precisos
na alegria que expande e neles refulge

vê-la crescer em harmonia
aplaudindo o arrojo na conquista
e pensar que pode ser um dia
alguém que ao amor não resista

soletrar o alfabeto
inventar nela poemas e cantigas
cantar os números à sombra dum Abeto
ganhar sabedoria nas formigas

passava os meus dias prazenteiro
desde manhã até à noite
a sentir que era nela o ser primeiro
sem outro abrigo onde m'acoite

quando o tempo parecia ter chegado
de me dedicar a escrever flor
e ao exercício de pensar amadurado
por ter vivido da vida a dor

eis que surge um menino inesperado
que apertou meu dedo ao nascer
e assim permanece a mim colado
ocupando o tempo escasso do meu ser

de novo o estranho recomeço
que é viver infâncias dentro da memória
em cada um deles os netos me aconteço
personagem absurda desta história

agora sou mais avô a tempo inteiro
de manhã as traquinices do menino
à tarde dose dupla caminheiro
quando da escola chega o feminino

o puto é um amor de rapazinho
alegremente festivo mas de escorpião
vemos os melros e no parque o baloicinho
é tudo dele em crescente afirmação

a bela é uma princesa fantasista
pelos caminhos virgens do pensamento
que surpreende cansada a minha vista
quando a sinto tão de mim momento

os dois quando juntos me disputam
avô a mim que sou primeiro
e eu sorrio debaixo deles enquanto lutam
a pensar que me falta a tinta no tinteiro

resta-me a noite e o fim de semana
mas tenho amigos com alma de ocupação
que força é esta que de mim emana
que me amplia o sonho e não desfaz a ilusão

e há ainda tanto que fazer
a casa o amor a gata o conhecimento
não fora tão caótico o meu saber
quisera eu ser no tempo cabimento

amigos amigas que amo de alma e pensamento
que me acarinham e me nos acontecem
entram por mim quando estou só por um momento
nesta maravilha de ser avô que os netos tecem

autor: jrg

 

sinto-me: maravilhado
música: música no coração
publicado por romanesco às 14:35
link do post | comentar | favorito