CONSTANÇA...

CONSTANÇA
*
{#emotions_dlg.bouquete}
*
quando a vejo tão mimosa
passo miúdo alegria
corpo esguiu tão abundante
no seu olhar graciosa
embrulhada num sorriso poesia
de poema vicejante

sinto a emoção do ser belo
tão ainda criança
que se desprende do medo
disputando sem apelo
amarinha escadas avança
desfaz emenda o enredo

por onde esta vida me enleia
miudinha quase aranha
faz doer de tanto encantamento
na minha alma plebeia
toca e sobe se no descuido me apanha
profunda no pensamento

lá vem inundada de beleza
o parque é dela
joga a bola faz comidas
escorrega com leveza
no olhar que me interpela
arrisca e faz partidas

temos um pacto em segredo
é dela a primazia
que me norteia a nova esperança
ao vê-la vencer tão cedo
mimo a rota crio feliz a fantasia
e digo bom dia Constança

autor: jrg
sinto-me: encantado
música: a barca da fantasia - Madre Deus
publicado por romanesco às 13:17
link do post | comentar | favorito